Artigo de João Isaac
14-01-2020

O recente estudo sobre os elevados níveis de poluição resultantes da regeneração dos filtros de partículas dos motores Diesel não merece qualquer tipo de credibilidade, refere o presidente do Automóvel Clube de Portugal, Carlos Barbosa.

Estudo realizado pela FETA indica emissões mil vezes superiores ao esperado

O estudo foi realizado pela federação Europeia dos Transportes e Ambiente, uma organização que segundo Carlos Barbosa é um conjunto de associações ambientais de vários países.

Junte-se ao Automundo no Instagram.

 

Ver esta publicação no Instagram

 

Novo Porsche 911 recebe edição especial dedicada a piloto lendário – Leia a notícia em www.automundo.pt – #automundoportugal #porsche #911 #porsche911

Uma publicação partilhada por automundo.pt (@automundo_pt) a

Para o presidente do ACP, existem outros estudos bastante mais fiáveis e cujos resultados apontam na direção oposta. Carlos Barbosa acredita igualmente que os motores Diesel vão recuperar a sua posição de destaque nas vendas de automóveis, principalmente devido à chegada de propostas híbridas com motores a gasóleo.

Leia ainda: Número de acidentes por conduzir devagar estão a aumentar

Quem também não acredita nos resultados do estudo é a ACAP – Associação de Comércio de Automóveis de Portugal. Segundo Hélder Pedro, responsável máximo daquela associação, “os motores Diesel emitem menos 15% de CO2 que os motores a gasolina. Estão sempre a diabolizar o Diesel, no entanto as pessoas estão a mudar para os automóveis com motor a gasolina e não para os elétricos”.

Clique aqui para se juntar ao Automundo no Facebook

Artigos Relacionados

Artigos Relacionados

Top