Artigo de Guilherme André
25-03-2020

Apesar de estarmos a viver uma pandemia, a China já está a dar a volta à situação e começa a regressar à atividade de forma progressiva. Este dado também se faz sentir na Polestar que deu início à produção do segundo modelo: Polestar 2. Contudo, assumem que vão ter dificuldade em concretizar os planos de produção delineados, devido às preocupações com o coronavírus.

Leia ainda: Volkswagen vai continuar a ter veículos com caixa manual, mas com uma condição

“Começámos a produção em série nestas circunstâncias desafiadoras, com um forte foco na saúde e segurança dos trabalhadores. Esta é uma conquista que resulta do grande esforço do pessoal da fábrica e da equipa que gere os fornecedores”, refere Thomas Ingenlath, CEO da Polestar.

Junte-se ao Automundo no Instagram.

 

Ver essa foto no Instagram

 

Uma publicação compartilhada por automundo.pt (@automundo_pt) em

Polestar 2 garante 500 km de autonomia

O centro de produção vai ser operado pela Volvo, um apoio que favorece em muito o 100% elétrico da Polestar. No que diz respeito a dados técnicos, sabemos que vai receber dois motores elétricos, um por eixo. A potência combinada chega aos 408 cavalos e 660 Nm de binário. Nesta primeira fase de lançamento o Polestar 2 vai ter 500 km de autonomia devido à inclusão de uma bateria de 78 kWh.

Clique aqui para se juntar ao Automundo no Facebook

Por fim, para quem fez as pré-reservas e realizou o depósito de 1000€, as primeiras entregas começam pela altura do verão de 2020. De salientar que o mercado prioritário será o europeu e, só depois é que chega a China e América do Norte.

Artigos Relacionados

Artigos Relacionados

Top