Artigo de Guilherme André
02-07-2019

O Taycan, primeira investida da Porsche no mundo dos desportivos 100% elétricos, foi visto pelas ruas de Xangai, China. O fabricante já esclareceu este acontecimento, tratando-se de uma digressão que percorrerá três países de continentes diferentes. Nesta primeira paragem pela Ásia, o Taycan irá fazer uma primeira demonstração de capacidade no Porsche Experience Center em Xangai.

Apesar de ainda ser um protótipo camuflado, o primeiro veículo elétrico da marca de Estugarda terá um detalhe especial. Segundo o construtor alemão, será feito tributo desenhado no tejadilho, mediante o país visitado. Neste caso, o Taycan guiado por Li Chao, piloto da Porsche Carrera Cup Asia, tem um dragão.

Porsche Taycan vai andar por três continentes

O próximo destino será o histórico Goodwood Festival of Speed, no Reino Unido, que começa no dia 4 de julho. Ao volante, estará o ex-piloto de Fórmula 1 Mark Webber a demonstrá-lo. Por fim, a digressão viaja até aos Estados Unidos da América onde Neel Jani, vencedor das 24 Horas de Le Mans em 2016, conduzirá o Taycan em Nova Iorque durante a última prova do campeonato de Fórmula E.

Leia ainda: Estas são as 10 marcas de automóveis mais valiosas do mundo

O desportivo alemão, apontado como principal rival do Tesla Model S, tem apresentação oficial marcada para setembro no Salão Automóvel de Frankfurt. De acordo com os dados revelados pela Porsche, o Taycan estará equipado com baterias de 800V que produzem 600 cv de potência.

Assim, o desportivo será capaz de acelerar dos 0 aos 100 km/h em menos de 3,5 segundos. Por sua vez, a velocidade máxima deverá superar os 250 km/h, sendo que os 200 km/h são atingidos em menos de 12 segundos. A título de curiosidade, esta ação começou no exato dia em que a Tesla atinge os 16 anos de história.

Clique aqui para se juntar ao Automundo no Facebook

Percorra a galeria e veja as fotos do ainda camuflado Porsche Taycan em Xangai.

Artigos Relacionados

Artigos Relacionados

Top