Artigo de Guilherme André
08-05-2020

Para quem não conhece, a W Series é uma competição internacional de monolugares dedicada em exclusivo a pilotos femininas. Agora, de modo a acompanhar a atualidade, decidiram inaugurar um campeonato de eSports que mantém a premissa de se focar em exclusivo a mulheres. Em parceria com a Logitech G, uma das marcas mais importantes no mundo de gaming, iRacing, uma das melhores plataformas de eSports da atualidade e Beyond Entertainment, a W Series criou um campeonato virtual. Com início marcado para as próximas semanas, esta tem como objetivo aumentar a visibilidade das mulheres no mundo do gaming.

Leia ainda: Carlos Sainz eleito o melhor piloto da história do WRC

No total, as 18 pilotos que se tinham qualificado para o campeonato de W Series deste ano, têm lugar marcado nas corridas virtuais. Em acrescento, existem lugares reservados para outras entidades femininas que sejam convidadas a participar. Todas elas vão correr com os Tatuus Formula Renault 2.0, monolugares equivalentes aos utilizados na W Series.

Junte-se ao Automundo no Instagram.

 

Ver essa foto no Instagram

 

Uma publicação compartilhada por automundo.pt (@automundo_pt) em

W Series eSports vai decorrer em 10 circuitos diferentes

O campeonato virtual é composto por um total de 10 circuitos mundiais. Falamos de Monza (Itália), Circuito das Américas (Estados Unidos), Brands Hatch (Reino Unido), Interlagos (Brasil), Spa-Francorchamps (Bélgica), Watkins Glen (Estados Unidos), Suzuka (Japão), Bathurst (Austrália), Nurburgring Nordschleife (Alemanha) e Silverstone (Reino Unido). Quanto à estrutura das corridas, cada circuito vai contar com três provas com diferentes durações. A maioria recorre à convencional estrutura de grelha de partida consoante a qualificação. Ainda assim, também vão existir outas onde se aplica a grelha inversa. Ou seja, quem tem mais pontos, começa na parte de trás da grelha.

Artigos Relacionados

Artigos Relacionados

Top