Artigo de Guilherme André
02-10-2019

Segundo os dados da Associação Automóvel de Portugal (ACAP), em setembro de 2019 foram matriculados 18 036 veículos, o que representa um aumento de 8,9% face ao mesmo mês do ano anterior. No entanto, a ACAP salientou um aspeto que pode ter influenciado esta subida. Em setembro de 2018 entrou em vigor a fase intermédia de WLTP, um fator que prejudicou o número de automóveis vendidos.

Leia ainda: Saiba onde estão os radares da PSP em outubro de 2019

Ainda assim, é necessário ter em atenção que de janeiro a setembro o mercado continua em queda face a 2018. De facto, nos primeiros nove meses do ano, a ACAP menciona que foram postos em circulação 206 550 veículos novos, uma redução de 3,9% em comparação com o período homólogo de 2018.

O segmento de ligeiros de passageiros foi o grande influenciador do crescimento em setembro. De facto, foram matriculados 14 558 veículos, ou seja, mais 13,9% do que em setembro de 2018.

Ensaio: Mercedes-Benz CLA 180 d Coupé. Veja o vídeo:

Pódio de automóveis vendidos tem duas marcas francesas e uma premium alemã

Desmontando isto para marcas, a Renault foi uma das marcas mais imponentes. Com setembro a ser o primeiro mês completo de comercialização do novo Clio, algo que influenciou as vendas, a marca gaulesa registou um crescimento de 90,9% (1909 veículos novos) face a setembro do ano anterior. Assim, foi o fabricante que mais vendeu em setembro, seguido pelos, também franceses, da Peugeot.

Clique aqui para se juntar ao Automundo no Facebook

Estes matricularam 1462 veículos, um número que representa uma descida (-0,2%) comparativamente com o período homólogo do ano anterior. O pódio é fechado pela premium alemã Mercedes-Benz.

Veja também: Homens ou mulheres? Estudo revela quem é mais distraído ao volante

A marca beneficiou do sucesso dos compactos (Classe A e CLA) para matricular um total de 1310 veículos, um crescimento de 5,2%. Por fim, destaque para a Tesla que voltou a ter um mês muito bom ao matricular 293 veículos. Como termos de comparação, foram vendidos mais Teslas do que, por exemplo, Skoda, Mini, Audi, Honda, Jeep ou Lexus.

Artigos Relacionados

Artigos Relacionados

Top