Artigo de João Isaac
26-06-2019

Depois da revelação da versão elétrica do Corsa, a Opel anunciou agora os detalhes das motorizações térmicas que vão equipar a sexta geração do modelo. Todos os motores do novo Corsa garantem uma redução significativa do consumo, bem como das emissões, quando comparados com os da gama atual.

Do lado da gasolina, a oferta inicia-se com o bloco atmosférico 1.2 com 75 cavalos de potência. Acima, surgem as versões sobrealimentadas, com igual cilindrada, nos níveis de 100 e 130 cavalos. A versão de 100 cavalos dispõe de um binário de 205 Nm e a de 130 cavalos atinge os 230 Nm. Ambos se destacam pela ótima disponibilidade, com 95% do binário máximo a ser entregue entre as 1500 e as 3500 rotações por minuto. Para além dos três motores a gasolina, a gama do novo Corsa inclui um Diesel. O 1.5 Turbo D tem 102 cavalos e um binário máximo de 250 Nm.

De 75 a 130 cavalos

 

Quanto a opções de transmissão, a versão de 75 cavalos está associada a uma caixa manual de cinco velocidades. O Corsa com motor de 100 cavalos está equipado com uma transmissão manual de seis velocidades. Em opção, pode dispor de uma automática de oito relações com patilhas no volante. Esta caixa automática está sempre associada ao motor a gasolina mais potente, o 1.2 de 130 cavalos.

Leia ainda: O SQ8 TDI é o novo super SUV da Audi

Para além do elétrico Corsa-e, a Opel definiu três níveis de equipamento para os Corsa com motores térmicos. São eles o Edition, o Elegance e o GS Line, este último de inspiração claramente desportiva. As encomendas têm início já no próximo mês de julho e as primeiras unidades chegam em novembro.

Percorra a galeria e veja as fotos do novo Opel Corsa.

Fotos: Opel

Artigos Relacionados

Artigos Relacionados

Top