Artigo de João Isaac
08-10-2019

A Volvo e a Geely vão unir as suas operações de desenvolvimento de motores de combustão numa só. O objetivo é criar apenas um fornecedor de motores, uma operação conjunta que vai ter a responsabilidade de desenvolver a próxima geração de motores de combustão, bem como os novos propulsores híbridos.

Leia ainda: Hyundai promove Nexo e hidrogénio com campanha inédita

A implementação deste novo modelo de negócio vai libertar as operações da Volvo. Assim, a marca vai focar-se essencialmente no desenvolvimento da sua gama de viaturas elétricas premium. O objetivo do fabricante nórdico para 2025 é que metade das suas vendas globais sejam viaturas totalmente elétricas e os restantes 50% representem automóveis híbridos com motores produzidos pela nova unidade.

Volvo, Geely e ainda outras marcas

“Os automóveis híbridos precisam dos melhores motores de combustão interna. Esta nova unidade vai ter os recursos, dimensão e experiência necessários para os desenvolver da forma mais eficiente”, refere Hakan Samuelsson, responsável máximo da Volvo Cars. Para a Geely, esta nova organização significa o acesso à mais moderna tecnologia de motores de combustão interna, bem como a propulsores híbridos. Estes vão ser aplicados nos próprios modelos da Geely e ainda na Proton, Lotus, LEVC e Lynk & Co. Este novo modelos de negócio prevê igualmente o fornecimento de motores a outros fabricantes, potenciando o seu crescimento.

Clique aqui para se juntar ao Automundo no Facebook

Foto: Volvo Cars

Artigos Relacionados

Artigos Relacionados

Top