Artigo de Guilherme André
19-07-2019

A Chevrolet apresentou a oitava geração do Corvette, equipado pela primeira vez na história do modelo com motor central. De facto, desde 1953 – data de lançamento do primeiro Corvette – que o motor era montado na dianteira e a tração era traseira.

Assim, o V8 6.2 litros com 495 cavalos que equipa a versão base denominada Stingray, revive um símbolo icónico utilizado pela primeira vez em 1963. Para além disto, a Chevrolet acrescentou que vão existir versões mais potentes. Contudo, ainda não levantou o véu sobre este assunto. De acordo com a imprensa americana, a variante mais potente poderá atingir os 1000 cavalos de potência com recurso a algum tipo de sistema híbrido.

Leia ainda: Mazda 2 atualizado chega no início de 2020 ao mercado

Também novidade é a passagem da transmissão manual para automática. Assim, a nova caixa de oito velocidades é de dupla embraiagem com controlo feito através das patilhas no volante. Esta inclui um novo sistema chamado “double-paddle de-clutch”, ou seja, permite ao condutor desengrenar as mudanças em andamento.

Esta nova localização do motor levou a um repensar de dimensões. Deste modo, o C8 ganha 14 centímetros de comprimento face à versão anterior, registando agora 4,6 metros. Já a distância entre eixos é de 2,7 metros. Ganha também mais peso, 166 kg, o que se traduz num total de 1527 kg.

Clique aqui para se juntar ao Automundo no Facebook

O Chevrolet Corvette C8 vai ser produzido em Bowling Green, Kentucky, Estados Unidos. A marca norte americana ainda não revelou preços, números que devem ser conhecidos apenas no fim do ano. O fabricante pretende com este modelo uma maior presença em todo o mundo, de modo a fazer frente ao eterno rival Ford Mustang.

Percorra a galeria e conheça o novo Chevrolet Corvette C8.

Artigos Relacionados

Artigos Relacionados

Top