Artigo de Guilherme André
02-09-2019

Depois de vários teasers foi finalmente relevado o Cupra Tavascan, o primeiro passo da marca no mundo dos elétricos. A apresentação ao público vai acontecer no Salão Automóvel de Frankfurt que decorre de 12 a 22 de setembro de 2019. O SUV recebe o nome de uma estância de Ski e combina a “presença de um SUV com a elegância de um coupé desportivo”.

De facto, a dianteira destaca-se pela agressividade e dinamismo que, de acordo com a marca, pretende oferecer uma boa eficiência aerodinâmica. Destaque para a inclusão do símbolo numa zona inferior e do logo “Cupra” junto ao capot.

Leia ainda: Audi A1 é o mais recente alvo da preparadora ABT

Já na traseira, como não necessita de aberturas para os escapes, o difusor foi feito exclusivamente a pensar na aerodinâmica. Para além disso, os farolins encontram-se interligados percorrendo na horizontal toda a traseira do veículo. Ao centro podemos encontrar o logo “Cupra”.

Interior do Cupra Tavascan preza pelo simplismo

O primeiro vislumbre do interior aconteceu há poucas semanas ao mostrar o volante e painel de instrumentos. Agora o habitáculo mostra um design simplista recorrendo a poucos botões. Uma das soluções passa pela inclusão do botão Start no volante. Exibe uma escolha de materiais e tecnologia que cria um ambiente centrado no condutor, mas sem esquecer o conforto dos passageiros. Utiliza cores contrastantes, bem como elementos em carbono.

Veja também: Sono Sion, o elétrico que usa musgo para purificar o ar

Destaque para o ecrã tátil central com um novo formato diferenciador da Seat. Aqui podemos encontrar praticamente todos os comandos do interior, nomeadamente, ar condicionado e opções de conectividade. A título de curiosidade, é bastante idêntico ao interior do Volskwagen ID.3 revelado por engano.

Tavascan é construído sobre a plataforma MEB da Volkswagen

Respeitando a característica principal da marca que passa pela performance, dinamismo e prazer de condução, o Cupra Tavascan acelera dos 0 aos 100 km/h em 6,5 segundos. Isto é possível devido a dois propulsores elétricos que debitam 306 cavalos.

Clique aqui para se juntar ao Automundo no Facebook

Estes são alimentados por uma bateria de iões de lítio com 77 kWh de capacidade. Assim, o Tavascan tem 450 km de autonomia. A Cupra alojou a bateria na parte inferior do veículo, ou seja, o centro de gravidade é baixo.

Percorra a galeria e conheça no primeiro concept elétrico da Cupra.

Artigos Relacionados

Artigos Relacionados

Top